Como eliminar o Carma

Muito se fala sobre o carma, porém nas maneiras de dissolvê-lo, não tanto.

O intuito deste artigo é ajudar você a compreender um pouco melhor os caminhos para eliminar seu carma negativo.

Antes de começar explicar é bom repassar uma explicação breve sobre o carma, caso queira ler mais profundamente o assunto, você pode revisar este artigo clicando no neste link.

O carma pode ser positivo ou negativo.

Metaforicamente poderíamos dizer que o carma é seu saldo bancário no mundo espiritual (mundo astral).

Ou seja, pode acumular méritos (saldo positivo) ou gerar carma negativo (saldo negativo).

Basicamente para obter carma positivo (méritos) é preciso levar felicidade aos demais e a si mesmo.

Logo, para se obter carma negativo é preciso causar sofrimento aos demais e a si mesmo.

O resultado de se causar sofrimento, acumulando carma negativo, é o retorno da ação como efeito daquilo que você está gerando no mundo, ou seja, quanto mais sofrimento você gera nos demais e/ou a si mesmo mais disso você recebe.

Da mesma forma ao contrário, quanto mais felicidade você gera para você e/ou para os demais, mais disso retorna a você.

O universo é um perfeito mecanismo de retorno, tudo que você emana, seja em ações, pensamentos ou palavras para o mundo, isso também será o que você receberá devido à lei da ação e reação que chamamos de carma.

Se prestar atenção verá que essa lei é tão nítida como a lei da gravidade.

Este efeito de retorno, às vezes, pode tardar alguns meses ou anos, isso depende da complexidade do mesmo, até que ele tome forma conseguindo organizar-se na matéria.

Neste caso o retorno pode ser de inimagináveis formas e situações, esta compreensão de infinitas possibilidades que estão perfeitamente interligadas, está acima da capacidade humana.

Nos estudos de física quântica, já é possível entender o carma negativo, sendo ele denominado como anti-matéria.

Uma última colocação antes de iniciarmos a leitura das maneiras de eliminar o carma, é que para elimina-lo é preciso compreender a razão da sua existência. Assim como sua origem.

O carma só existe para que possamos ter um aprendizado e darmos sequência em nossa evolução espiritual.

Sem a lei do carma seria impossível aprender as consequências de nossas atitudes.

A origem do carma, se deu, juntamente ao atributo que nos foi outorgado, o qual chamamos de livre-arbítrio.

A ação do carma não é limitada apenas a essa vida e sim a toda nossa existência seja no plano material ou no mundo astral. Quando desencarnamos o peso do carma determina nosso cenário, assim como também quando estamos encarnados em vida.

Maneiras de eliminar o carma negativo.

1 Maneira: Sofrimento

O sofrimento é o método mais usado hoje no planeta como moeda de pagamento do carma negativo.

No entanto, o mesmo é o mais lento e dificultoso de todas as 3 maneiras possíveis, porém não menos eficiente.

Quando geramos sofrimento para outros seres, incluindo o reino mineral, vegetal, animal (humano), o mesmo retorna a nós, causando uma dor a qual nos ajuda a frear as ações negativas e repensar na forma que estamos nos relacionando com o mundo.

Muito dos sofrimentos vividos, podem ter suas causas originadas em vidas passadas.

Porém, toda a dor é altamente construtiva em relação a nossa evolução, pois ela possui uma carga informacional muito importante que nos conduz ao “dar-se conta”, muitas vezes gerando uma empatia e amor pelos demais que antes não existia.

Por este motivo que não é certo termos “pena”, nem mesmo aquele que sofre gosta que sintam pena de seu estado. Ao invés disso deveríamos respeitar a dor do outro e honrá-lo, pois ele está pagando suas dívidas e crescendo em evolução.

Muito menos devemos amenizar a dor do outro, na tentativa de carregar o peso que lhe compete, pois, com isso estaríamos tirando a sua oportunidade de aprender, atrasando assim a sua evolução.

A ajuda aos demais deve existir sempre, buscando guiá-los na direção correta para sua evolução.

Se acaso ousar carregar o peso dos demais, além de atrasar a evolução deles, pois eles vão precisar de tempo para acumular dor suficiente novamente que os faça despertar, também estará atrasando a sua evolução ao carregar um peso (dor/sofrimento) que não estava destinado a você.

É importante frisar que o carma negativo também é gerado se causas sofrimento a si mesmo. Neste caso pode ser como exemplo o auto-flagelo, despreço, não aceitação, xingar-se, entre outros.

2 Maneira: Amor

A segunda maneira de dissolver ou eliminar o carma negativo é através do amor

Isso acontece quando tratamos de ajudar a outras pessoas a livrar-se do seu próprio sofrimento. 

Está ação de amor e compaixão, faz muitas vezes com que possamos nos dar conta do sofrimento que tenhamos causado no passado, esse nível de empatia e amor pelos demais, faz com que despertemos nossa consciência. 

Em resumo estamos apreendendo que causar sofrimento não traz benefícios. 

Sendo o carma apenas um fator existente para que geres um aprendizado, ao você conquistar este nível de compreensão ajudando a outras pessoas a liberarem de seus próprios sofrimentos o seu carma negativo é dissolvido e eliminado instantaneamente, sem que você precise vivenciar nenhuma dor ou sofrimento. 

Pois conquistou o nível de compreensão observando e gerando empatia ao sofrimento dos demais. 

Contudo, o resultado foi alcançado, você aprendeu e no decorrer da sua evolução conforme for se aproximando da beleza e o poder divino irá usá-lo em benefício dos demais e não mais para causar sofrimento. 

Lembre-se: existe uma grande diferença aqui entre ajudar os demais a que eles alcancem a liberação do seu sofrimento, a você tomar o sofrimento do outro para si próprio como citado anteriormente.

3 Maneira: Estudo e Aprendizagem

A terceira e última forma de eliminar o carma negativo é através do estudo. 

Ao estudar e aprender sobre a espiritualidade, poderá gradualmente ir ganhando uma maior compreensão sobre o funcionamento das leis que regem o universo. 

Esta compreensão fará você tomar as decisões de forma cada vez mais sábia, sendo que a sabedoria leva o ser a tornar-se benevolente e altruísta, este simples fato fará com que os carmas negativos “caiam por terra”. 

Quando alcançar a compreensão e com isso tomar a decisão de não mais gerar sofrimento e sim felicidade aos demais e a si mesmo, em resumo essa compreensão deixará seu caminho livre de carma negativo, pois com isso já apreendeste o que o carma lhe havia destinado para ensinar. 

É importante que seja uma compreensão profunda e verdadeira, pois não se pode enganar ou mentir para sua própria consciência, sem esse entendimento profundo da alma a dissolução do carma não é possível. 

Podemos usar um exemplo metafórico: uma pessoa diz que se ganhar na mega sena vai ajudar a muitas pessoas e criar um centro de apoio aos necessitados e carentes, porém quando o dinheiro está realmente em sua posse, tudo que faz são ações movidas pela ambição e luxuria. 

A lei do carma é eficaz ela precisa se certificar que a mudança ocorreu no mais profundo âmago da sua alma, diferente de um pensamento ou palavras sem profundidade. 

Share:
  • 43
  • 0